Curso de Extensão: Memória, narrativa e conflito na produção audiovisual

O curso de extensão de curta duração Memória, narrativa e conflito na produção audiovisual vai ser realizado entre os dias 17 e 19 de novembro de 2015, no Instituto de Ciências Humanas e Sociais da UFMT e será voltado aos alunos de graduação e pós-graduação da Universidade Federal de Mato Grosso, e à comunidade em geral, interessados em aprofundar seus conhecimentos na produção audiovisual em contextos urbanos, religiosos e em conflito. O curso terá uma carga de 12 horas/aula e se distribuirá em diferentes atividades nestes três dias, com a presença da documentarista Vanessa Lehmkuhl Pedro, doutora em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina e professora da Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul). O curso começa na noite de terça-feira, dia 17, e depois segue nas tardes de quarta e quinta-feira, 18 e 19, sempre coma exibição de filmes, debate e conteúdos de produção audiovisual.

O curso faz parte do projeto de extensão Laboratório de Antropologia e Produção Audiovisual, realizado junto ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia da UFMT, que tem o objetivo de constituir dentro do Departamento de Antropologia, um espaço de produção e reflexão sobre o cinema e a fotografia. Vanessa Lehmkhul Pedro tem experiência na produção de documentários com correspondentes de guerra da imprensa mundial e também produções que versam sobre música e sobre religiões afro-brasileiras em contextos urbanos. Veja abaixo a programação

Inscrições para emissão de certificados podem ser feitas até o dia 16 de novembro pelo email: lapaufmt@gmail.com, com o envio da FICHA DE INSCRIÇÃO em anexo. O curso é totalmente gratuito.

Programação

TERÇA-FEIRA, 17 DE NOVEMBRO, NOITE

Auditório do ICHS, 19h.

Noite de abertura

Cuiabá numa só palavra”. Produção dos alunos do Laboratório de Antropologia e Produção Audiovisual (Lapa). 1’.

Guerra.doc: entrevistas sobre cobertura de guerra”. Direção: Vanessa Pedro. 40’.

guerra

“Comunidade Quilombola de Lagoinha de Cima”. Direção: Sonia Lourenço. 37’.

lagoinhadecima

Nesta primeira noite, vamos trazer produções que tratam do tema memória, realizadas ou não em regiões de conflito. Haverá uma conversa com as diretoras dos filmes. O curta “Cuiabá em uma só palavra” foi feito por alunos da UFMT, junto ao LAPA, com o objetivo de participar do Festival do Minuto, através de um mix de enquetes em que moradores de Cuiabá buscam defini-la. O segundo filme da noite é uma das entrevista da série Guerra.doc entrevistas sobre cobertura de guerra, série de entrevistas com jornalistas que estiveram em guerra, dirigido por Vanessa Pedro. Por fim, o documentário “Comunidade Quilombola de Lagoinha de Cima” é uma produção do Napas (Núcleo de Pesquisa em Antropologia Social – Artes, Performance e Simbolismos), do Departamento de Antropologia da UFMT, e foi realizado pela equipe de pesquisadores da professora Sonia Regina Lourenço, durante suas pesquisas com os moradores de Lagoinha de Cima, na Chapada dos Guimarães, que vivem a luta pela demarcação e titulação de seu território tradicional quilombola. O projeto tem financiamento de pesquisa através do Edital Proext 2013.

QUARTA-FEIRA, 18 DE NOVEMBRO, TARDE

Auditório do ICHS, 14h30

Experiências audiovisuais: sobre a produção de documentários.

Produções do LAPA (trabalhos dos alunos do curso de extensão)

Música de menino”. Direção: Vanessa Pedro. 25’

musicamenino

Neste segundo dia de curso, trataremos de tópicos relacionados à produção audiovisual no contemporâneo. A documentarista Vanessa Pedro vai apresentar o curta “Música de menino”, que conta histórias de pessoas que não vivem sem música. Gabriel, de 6 anos, é o fio que conduz a narrativa, acompanhado de três personagens, Orlando, Maria Cecilia e Gaspar, que refletem e tocam seu amor à música. Vanessa Pedro também vai falar de seu novo projeto “Almas e Angola”, um documentário em produção sobre a umbanda na cidade de Florianópolis. A diretora e o professor Marcos Aurélio da Silva, pesquisador de festivais de cinema, vão falar sobre questões relacionadas aos financiamentos do audiovisual e outros percalços nessas produções.

 

QUINTA-FEIRA, 19 DE NOVEMBRO, TARDE

Auditório do ICHS, 14h30

Experiências audiovisuais: memória e identidade

Babás”. Direção: Consuelo Lins. 22’

9780-E

Drag Story: lendas e babados”. Direção; Marcos Aurélio da Silva e Viviane Rodrigues Peixe. 25’.

CAPA

Neste último dia de curso, vamos tratar de mais questões envolvendo a memória e a realização de documentários em temas conflituosos e sobre identidades urbanas. Duas produções serão exibidas para dar início às discussões dessa tarde. O curta “Babás”, de Consuelo Lins traz fotografias, filmes de família, anúncios de jornais do século XX que constroem uma narrativa pessoal sobre a presença das babás no cotidiano de inúmeras famílias brasileiras, mostrando uma situação em que o afeto é genuíno, mas não dissolve a violência. Também será exibido o documentário “Drag Story: lendas e babados”, uma produção dos anos 90, sobre drag queens na cidade de Florianópolis. A diretora Vanessa Pedro vai comentar os filmes apresentados durante a semana, relacionando com a questão da memória e ressaltando o quanto as produções audiovisuais podem ser pensadas como produções de realidade e não como reflexo desta, considerando a memória não como resgate do passado mas construção do presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>