Chamada de trabalhos para o enlace temático “Diversidade Sexual e de Gênero em Áreas Rurais, Contextos Interioranos e/ou Situações Etnicamente Diferenciadas – novos descentramentos em outras axialidades”, no V Enlaçando Sexualidades

O V Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades recebe até 19 de junho de 2017 propostas de comunicações a serem apresentadas nos enlaces temáticos, considerando o seguinte cronograma:

 Prazo para envio de resumo expandido: até a 19 de junho de 2017.

Divulgação de aceites: até 26 de junho de 2017.

Envio do Trabalho completo: 07 de agosto de 2017.

Orientações para submissão de comunicações para os Enlaces Temáticos

“Diversidade Sexual e de Gênero em Áreas Rurais, Contextos Interioranos e/ou Situações Etnicamente Diferenciadas – novos descentramentos em outras axialidades”.

Coordenadores:

Fabiano Gontijo (SEXGEN/UFPA)

Moisés Lopes (NAPlus/GPAC/UFMT)

O Grupo de Pesquisa Sexualidade, Corpo e Gênero (SEXGEN) da UFPA e o Grupo de Pesquisa em Antropologia do Contemporâneo – Sujeitos, Sociabilidades e Visibilidades (GPAC) da UFMT convidam pesquisadores da Antropologia e das Ciências Humanas a participarem do Enlace Temático “Diversidade Sexual e de Gênero em Áreas Rurais, Contextos Interioranos e/ou Situações Etnicamente Diferenciadas – novos descentramentos em outras axialidades”, que pretende reunir trabalhos cujo tema seja o da diversidade sexual e de gênero em contextos rurais, interioranos e/ou em circunstâncias etnicamente diferenciadas. No Brasil, no âmbito das Ciências Humanas e, em particular, da Antropologia, apesar da consolidação teórica e metodológica dos campos de estudos sobre ruralidade, por um lado, e, por outro, sobre gênero e sexualidade, percebe-se que pouco foram tratados, em ambos os campos, os aspectos relacionados à experiência da diversidade sexual e de gênero nas zonas rurais brasileiras. O mesmo se observa em relação aos contextos interioranos, caboclos e ribeirinhos e às situações etnicamente diferenciadas, indígenas e quilombolas, apesar de os estudos sobre etnicidade e sobre povos e comunidades tradicionais terem uma certa (e longa) trajetória no país. A proposta do enlace temático tem os seguintes objetivos: (1) instigar as reflexões sobre a persistência da (quase) inexistência de pesquisas nas Ciências Humanas brasileiras e, em particular, sobre a diversidade sexual e de gênero em situações rurais e em contextos etnicamente diferenciados; de (2) apresentar novos resultados de pesquisas realizadas nesses contextos (no Brasil em particular e nas Américas como um todo); e, enfim, de (3) propor mais aportes teóricos adequados e planear soluções metodológicas inovadoras para lidar com essas realidades.

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *